Início » Banrisul recebe ‘selo ouro’ em protocolo sobre gases de efeito estufa

Banrisul recebe ‘selo ouro’ em protocolo sobre gases de efeito estufa

O Selo Ouro se refere ao inventário relativo ao ano de 2021 e significa que o Banrisul elaborou um inventário completo e este foi assegurado por terceira parte independente

postado Assessoria Sarah
Banrisul-recebe-‘selo-ouro-em-protocolo-sobre-gases-de-efeito-estufa

O Banrisul foi certificado com o Selo Ouro, a mais alta qualificação concedida pelo Programa Brasileiro GHG Protocol, uma plataforma pioneira no país para divulgação de forma transparente, rápida e simples dos inventários corporativos de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).

O Selo Ouro se refere ao inventário relativo ao ano de 2021 e significa que o Banrisul elaborou um inventário completo e este foi assegurado por terceira parte independente. “O banco aderiu ao Programa Brasileiro GHG Protocol em 2021 e, já na sua primeira participação, recebeu o Selo Prata, pois entregamos um inventário de GEE completo. A conquista do Selo Ouro é resultado de uma caminhada que estamos trilhando com muita seriedade”, diz o presidente da instituição, Cláudio Coutinho.

O Programa Brasileiro GHG Protocol foi criado em 2008, com o objetivo de estimular a cultura corporativa para a elaboração e publicação de inventários de Gases de Efeito Estufa. Tem uma metodologia própria de cálculo e reporte das emissões desses gases, que permite que cada instituição conheça o volume de suas emissões e desenvolva políticas mais eficientes de mitigação e compensação.

Conforme explica a gerente de Sustentabilidade do Banrisul, Viviane Costa, com este trabalho o banco demonstra mais transparência na comunicação. “O Banrisul avançou e alcançou o seu objetivo de tornar-se Carbono Neutro em relação aos escopos 1 e 2 – emissões diretas e consumo de energia. Também está consolidando seu Plano de Mitigação e Compensação de GEE para o horizonte de 2030”.

Representante do GHG Protocol e do Programa de Política e Economia Ambiental da Fundação Getulio Vargas, Carolina Palazzini Bastos explica que, quanto mais completo e assertivo o inventário, mais subsídios a organização tem para tomada de decisão. “Por isso é tão importante não só realizar seus inventários, mas tê-los verificados por uma terceira parte independente”, destaca.

Fonte: Valor Econômico

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas