Início » Caso de jogadores acende alerta para ‘investimentos’ com superganhos

Caso de jogadores acende alerta para ‘investimentos’ com superganhos

postado Assessoria Igor

O caso recente envolvendo jogadores de futebol é emblemático. O meia Gustavo Scarpa, hoje no Nottingham Forest, da Inglaterra, e o lateral-direito Mayke, do Palmeiras, alegam terem perdido cerca de R$ 10,4 milhões após investimento em criptomoedas com promessa de retornos garantidos de 3,5% a 5% ao mês.

Os dois investiram, em maio do ano passado, em uma empresa indicada pela consultora de planejamento financeiro WLJC, que tem como um dos proprietários o atacante Willian, atualmente no Fluminense. Contudo, na hora de tentar resgatar o dinheiro, os jogadores não obtiveram sucesso e levaram o caso para a Justiça. Todos eles são amigos.

O imbróglio serve de alerta para investidores ou pessoas que querem começar a investir. Enrico Cozzolino, head de Análise e sócio da Levante Investimentos, afirma que a primeira lição que dá para tirar desse episódio é em relação à promessa de um rendimento garantido. “Nem em uma renda fixa a gente pode afirmar a garantia do investimento. Então, se qualquer pessoa indicar, assessorar ou você ouvir uma propaganda que o investimento é zero risco, isso não existe, há sempre um risco”, explica.

Para o investidor, fica o alerta, diz o especialista. “Não se comentou sobre o risco daquele investimento, falou de qualquer coisa garantida, tenta entender de fato por que é garantido e por que não tem risco. Se isso não ficar claro, pode ter certeza que é um golpe”, frisa. “Você tem que ter a noção de que quanto maior o retorno maior o risco. Ninguém remunera mais por um investimento mais conservador”, completa.

Dentro desse mundo de investimentos, é comum encontrar sites e aplicativos que conectam tomadores de recursos com quem quer investir. “A essência do mercado funciona dessa forma. Existem pessoas que poupam recursos e emprestam para aquelas que aplicam os recursos para gerar mais valor e assumem um risco para rentabilizar e remunerar o poupador. Isso funciona, tem sites bons e existem formas de fazer isso”, afirma Enrico.

De acordo com ele, esse tipo de modalidade de investimento é chamado de equity crowdfunding, que é uma oferta online de títulos que empresas privadas fazem a um grupo de pessoas. “Se a empresa for bem e investir da forma correta o dinheiro, as pessoas que compraram o título vão ter a valorização do ativo”, explica o sócio da Levante Investimentos.

Contudo, é preciso ficar sempre atento, avisa Cozzolino. “Tem obviamente plataformas idôneas, onde isso é muito bom e muito proveitoso, mas existem também os aproveitadores e os fraudadores. Então, tem que ter muita atenção. Vai buscar o histórico daquela empresa, ver se ela já fez outras emissões. Vai buscar o histórico daquele aplicativo, ver se deu certo, se teve alguma fraude envolvida, se os negócios foram realmente feitos por contrato, tudo certinho. É bem interessante, mas tem que tomar cuidado porque nem todo mundo está bem enviesado nesse sentido.”

Fabrício Gonçalves, CEO da Box Asset Management, afirma que não existe receita de bolo para saber se um negócio irá fracassar ou não, mas existem cuidados a ser tomados. “Para iniciar um negócio, uma série de estudos anteriores à implementação deste deve ser feita. Caso contrário, o risco de dar errado é muito alto.”

Sobre investimentos de um modo geral, Fabrício lista algumas dicas para não cair em furada: “Invista no que você conhece. Se não conhece, busque o conhecimento. E procure empresas já reconhecidas no mercado. Este ramo possui muita malandragem, principalmente no setor de criptoativos, que foi o caso dos dois jogadores”.

Fonte: Estadão

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas

Bem vindo!

Instale o app da Contec Brasil no seu Iphone {{ICON_INSTALL}} e depois {{bold}} adicione à tela inicial {{/bold}}
×