Início » Um em cada quatro profissionais já foi demitido por conta da idade, mostra pesquisa

Um em cada quatro profissionais já foi demitido por conta da idade, mostra pesquisa

Levantamento aponta que 24% dos trabalhadores perderam seus empregos por serem considerados mais velhos.

postado Assessoria Igor

Um em cada quatro profissionais já foi demitido por conta da idade. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Vagas.com, Colettivo e Talento Sênior.

De acordo com o levantamento, 24% dos trabalhadores perderam seus empregos por serem considerados mais velhos.

A pesquisa foi realizada em agosto deste ano por meio da plataforma Vagas.com, contando com a participação de 252 profissionais de recursos humanos que utilizam as soluções do Vagas For Business e Talento Sênior.

“É inaceitável que profissionais maduros nos dias de hoje sejam demitidos por conta da idade, um ato totalmente discriminatório. Mesmo com o aquecimento do mercado, esses profissionais ainda sofrem com o preconceito. Esse é o público que mais tem crescido e onde se concentra a maior taxa de desemprego”, diz a CDO da Talento Sênior, Cris Sabbag

Para Cris, rótulos atribuídos aos profissionais maduros e que não condizem com a realidade ainda se repetem e invalidam a experiência e contribuições que eles podem agregar aos negócios.

“Dispensar um profissional pelo seu nível de senioridade não condiz com o momento de transformação que as empresas estão passando, adotando cada vez mais programas de diversidade e inclusão. É preciso promover a interação entre diferentes gerações. Está mais do que comprovado que ambientes mais diversos impulsionam melhores resultados financeiros”, destaca.

Discriminação começa na seleção

O estudo perguntou ainda se a empresa na qual trabalha considera eliminar candidatos mais velhos por conta da idade no momento da contratação. Um em cada cinco respondentes (21%) informou que consideraria essa possibilidade.

O levantamento procurou saber também se a empresa na qual o profissional de RH trabalha contratou alguém com mais de 50 anos nos últimos seis meses. Do total, 42% disseram que não contrataram.

Além disso, 81% disseram que a companhia onde trabalham não promoveu nenhum programa para contratação de pessoas com mais de 50 anos no último ano.

As palestras e ações sobre etarismo praticamente inexistem no ambiente corporativo. De acordo com a pesquisa, 90% informaram não ter conhecimento de ações nesse sentido.

“A pesquisa mostrou que a grande maioria das empresas não está atuando em ações que mudem o cenário de exclusão para pessoas com idades mais avançadas. Isso levanta um ponto de alerta sobre a necessidade de aprendizado sobre o tema por parte dos contratantes Vemos que há grandes oportunidades de melhoria para inclusão no mercado de trabalho”, pontua Renan Batistela, especialista em diversidade e inclusão na Vagas.com.

Maioria não sabe o que é etarismo

Outro dado que chama atenção é o esforço que precisa ser feito nas empresas para contratação de pessoas mais experientes. O levantamento aponta que 55% dos respondentes já tiveram de convencer o gestor ou alguém da equipe sobre a importância de contratar uma pessoa mais velha.

Outro dado da pesquisa mostra que um dos entraves que dificulta o ingresso de profissionais mais sêniores nas empresas é a própria falta de conhecimento sobre etarismo. A maioria dos respondentes (58%) diz não ter domínio suficiente do assunto para recrutar esses profissionais.

Fonte: G1

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas