Início » Informe Reunião COE Bradesco-CONTEC

Informe Reunião COE Bradesco-CONTEC

O encontro ocorreu na quinta-feira (17), de maneira virtual

postado Assessoria Sarah

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco-Contec esteve reunida quinta-feira (17), virtualmente, com representantes do Banco. A reunião foi conduzida pelo coordenador da COE Bradesco/Contec, Gladir Basso e pelo secretário da COE, Breno Ferreira. O Banco Bradesco foi representado por Silvia Eduara Cavalheiro e Priscila Wallace Buck Mosca, da área de Recursos Humanos e Relações Sindicais do Banco.

Gladir Basso abriu a reunião cumprimentando o presidente da Contec, Lourenço Ferreira do Prado, os dirigentes de federações e sindicatos de todo país e agradeceu aos representantes do Banco por atenderem ao pedido feito pela COE Bradesco/Contec.

TELETRABALHO

Passada a palavra à representante do Banco, Eduara cumprimentou a todos e se colocou à disposição para ouvir as demandas. Enfatizou que o banco foi pioneiro nas negociações sobre o tema, sendo o primeiro a assinar um acordo sobre o teletrabalho com seus funcionários.

Com o vencimento do ACT em setembro de 2022, conforme acordado, desde o fim da emergência de saúde pública devido à pandemia do coronavírus, o banco está seguindo o acordo sobre teletrabalho assinado na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria 2022/2024. Sobre a elegibilidade de quem pode trabalhar remotamente, informou que as agências não são consideradas elegíveis devido a sua atividade de atendimento ao público. Com a queda da ESPIN, conforme previsto no ACT, o banco passou a aplicar o acordo de teletrabalho, com o vencimento do ACT em setembro/22, adotou a cláusula convencionada na CCT.

O presidente da Feeb MG, Alfredo Brandão, sugeriu aos representantes do banco que apoiem o movimento sindical na formulação de uma legislação específica sobre o teletrabalho, com soluções customizadas para o setor bancário. O presidente da Contec, Lourenço Prado também registrou sua concordância com a sugestão do Sr. Alfredo e enfatizou a importância de nos anteciparmos com relação à formulação de legislações específicas e informou que os debates sobre esse tema continuarão na reunião do Conselho Consultivo da Contec.

SEGURO SAÚDE

Em seguida, Breno, secretário da COE, ressaltou ter recebido várias demandas a nível nacional em relação ao plano de saúde, que não tem uma cobertura satisfatória nas unidades do interior. Na reunião foram relatadas as dificuldades para os novos credenciamentos de profissionais no plano de saúde. Houve uma diminuição muito grande de profissionais credenciados, trazendo problemas principalmente para as cidades do interior, pois mesmo em clínicas/hospitais credenciados, os médicos não são todos credenciados.

A representante Eduara pediu às Federações que retomem o levantamento dos problemas que tem ocorrido em suas bases como, por exemplo, a falta de algum atendimento pelo plano de saúde, e enviem um relatório para o e-mail de relações sindicais do banco. Desta maneira, o banco terá 90 dias para encaminhamento à seguradora e marcação de reuniões presenciais entre as federações e representante da seguradora, para prestarem esclarecimentos e apresentarem as soluções. Existem problemas pontuais em várias cidades do interior e é necessário um trabalho contínuo para esse diagnóstico. Ana Paula Guedes, Assessora da presidência da Contec, se prontificou em ajudar as Federações no envio dos relatórios para que todos tenham êxito na busca de soluções.

Com relação ao reembolso de consultas, Eduara afirmou que o valor de reembolso adotado hoje é compatível com o mercado. Já sobre as sugestões apresentadas a respeito da ampliação da telemedicina, para facilitar o fornecimento de receitas médicas de uso contínuo e a possibilidade de convênio com a Unimed, visando melhorar os atendimentos nas cidades do interior,  Eduara informou que o banco já utiliza telemedicina e que não há margem para discussão de convênio com a Unimed.

FECHAMENTO DE AGÊNCIAS, DEMISSÕES, COBRANÇA DE METAS ABUSIVAS.

Sobre fechamento de agências e demissões, Eduara informou que o Bradesco mantém um estudo permanente para adequar os pontos de atendimento ao mercado, considerando critérios como o fluxo de clientes e tendência de inovação digital. Afirmou que o Bradesco está com saldo positivo de admissões e quando há a decisão de fechamento de agências é dada a oportunidade para os funcionários serem aproveitados.

Sobre a cobrança de metas, Eduara informou que será realizada reunião específica em 2023, como combinado na CCT.

MUDANÇA DE NOMENCLATURA DOS CARGOS

A nomenclatura “Escriturário” mudou para “Agente de Negócios”.

A nomenclatura “Caixa” mudou parcialmente para “Agente de Negócios Caixa”.

Todos os escriturários tiveram sua nomenclatura alterada. Mas no caso do Caixa, a depender do movimento da agência, o funcionário fica exclusivamente no caixa, sem tempo para atender no balcão, por exemplo. Com isso, fica com a mesma nomenclatura, pois atua só nessa atividade. O rol de atividades continua o mesmo, mas há agências com demandas diferenciadas. A representante do banco informou que o motivo das alterações é a adequação à nomenclatura de mercado.

GYMPASS

Com relação aos convênios com academias, Breno lembrou que já solicitamos no passado e o banco ficou de avaliar e os bancários cobraram o posicionamento do banco. Eduara informou que, no passado, o banco decidiu por não adotar o Gympass, mas levará o pleito para análise.

Diretoria CONTEC

www.contec.org

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas